Ashley Guidon (E) e Priscila Saraiva (D) em companhia de uma colega na Celebração do aniversário de Fundação do Corpo de Fuzileiros Navais - USMC. (Foto: Álbum da Priscila)
Washington, D.C - Registro de falecimento da Oficial de Policia do Condado de Prince William, no Estado da Virgínia (Área Metropolitana de Washington D.C), Ashley Guindon (28), em 27 de Fevereiro desse ano de 2016 a quem tive o privilégio de conhecer.
Além da fatalidade com a jovem oficial atingida fatalmente no primeiro dia de atividade policial, outros dois policiais foram baleados ao atenderem um chamado de ajuda para um caso de violência domestica, conforme noticiou a WUSA9. A tragédia também foi noticiada pelo Jornal The Washington Post em matéria assinada pelos jornalistas Martin Weil, Clarence Williams e Victoria St. Martin.
Graduada pela Embry-Riddle Aeronautical University in Daytona Beach, Fla., Guindon serviu no Corpo de Fuzileiros Navais Americano e fez o ‘Boot Camping’ na Base Militar de Paris Island, na Carolina do Sul, graduando-se na Companhia F & N em 17 de agosto de 2007, junto com a estadunidense ítalo-brasileira Priscila Saraiva de quem era companheira e amiga. Ambas alcançaram o posto de cabo e se separaram após o treinamento, quando Ashley foi designada para uma unidade Base da Forca Aérea de Bolling, incumbida na remoção dos fuzileiros americanos mortos em combate e Priscila para a base dos Marines em Anacostia, no Distrito de Columbia.
“Ashley era uma jovem patriota, idealista, leal e dedicada a causa da liberdade e da lei." – enfatizou Priscila.

Covardemente Ronald Williams Hamilton matou a esposa, a policial Ashley e feriu dois policiais. Deve enfrentar a pena de morte no Estado da Virginia (Foto: Prince William Police Dept.)

Fonte: The Washington Post (Mais ...)